Vencendo nosso adversário interior

Em 1974 Timothy Gallwey publicou o livro “The Inner Game of Tennis (O Jogo Interior de Tênis)” tornando-se o marco fundamental do Coaching que conhecemos hoje. Gallwey, americano nascido em 1938, foi o capitão do time de tênis no John Gardiner Tennis Ranch ao sul de São Francisco, na Califónia, EUA. Observando sua equipe de jogadores Tim notava que os atletas tinham dois adversários durante as partidas: um deles era o adversário que estava do outro lado da rede, atento a cada movimento, dando seu melhor em campo e mantendo a concentração e foco para vencer o game. O outro adversário era o que estava dentro do próprio jogador: aquela voz que insistia em lembrar dos seus pontos fracos, dos momentos de derrota, que trazia o medo, a insegurança, as limitações. Era aquele diálogo interno que dizia: “não sei se mereço esta vitória, o outro jogador é muito melhor, não me sinto seguro, não estou preparado…” Este adversário interior, segundo Gallwey, era o mais temido e mais difícil de ser vencido já que ele conhece melhor do que qualquer outro todas as fraquezas, dúvidas, incertezas, hesitações e tristezas e é capaz de mudar nossas emoções (positiva ou negativamente) em questão de segundos, alterando completamente os resultados que podemos atingir. Sendo assim, Tim concluiu que ser um exímio jogador, dominar todas as técnicas, ter excelente condicionamento físico, conhecer o adversário que estará do outro lado do campo e suas estratégias e acumular títulos de vencedor nem sempre são garantia de melhor performance em uma competição. É preciso, sim, ter domínio da teoria e prática e desejo de evolução contínua mas tão importante quanto (ou com peso ainda maior) é o controle de nossas emoções. Vencer o jogo interior, dominar a mente a nosso favor, nutrir-se de pensamentos fortalecedores e afastar crenças limitantes são maneiras poderosas de chegar muito mais perto do título de “invencível” e “o melhor jogador da história”.

Esta conclusão de Timothy Gallwey na área esportiva pode ser direcionada para todas as vertentes de nossa vida. No universo corporativo, por exemplo, muitos profissionais são demitidos pela falta de competência comportamental ainda que sejam brilhantes em competência intelectual considerando que em situações extremas de adversidade, contratempos e oposições (fortes gatilhos para stress) tendem a responder de forma impolida, dominados por sentimentos de ansiedade, impaciência e preocupação, dificultando negociações e acordos.

Quanto você se sente preparado (a) para situações desafiadoras? Como está seu nível de RESILIÊNCIA diante de obstáculos? Qual voz interior você está permitindo guiar seu caminho e fazer as escolhas de sua vida? Seu diálogo interno predominantemente te fortalece ou te enfraquece?

De tantos ensinamentos deixados pelo empreendedor estadunidense Henry Ford uma frase extraordinária contribui para esta nossa reflexão: “se você pensa que pode ou se pensa que não pode, de qualquer forma você está certo!”

O processo de Coaching é uma metodologia aplicada para que tenhamos maior domínio sobre nossos pensamentos, comunicação, ação e consequentes resultados.

Dúvidas sobre Coaching e como ter uma vida com mais plenitude e sucesso? Escreve pra mim e vamos conversar a respeito: danielekaiser@danielekaiser.com.br

 

Um grande abraço!

 

 

 

daniele-kaiser-autora
Daniele Kaiser

Life Coach

Share:

Comentários

Categorias

Leia Também